earthgrazer

earthgrazer: como sinto rebatido pela tua gravidade. qual pedra que salta na superfície lagunar eu quico na tua atmosfera. eu sei, é esse ângulo raso de ataque e essa velocidade toda que foge ao teu ponto de escape. ricocheteio, não desacelero em chamas nos ares de teu corpo, brilho efêmero, irei para outra órbita espacial quiça outro acidente estelar e se der sorte me achar noutro corpo cósmico, aterrisar noutra rocha, aterrar-me.

3/out/2020 vagner boni

***

e sugestão de leitura abaixo:

«Holopoetry and fractal holopoetry: Digital holography as an art medium»